quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

2011 no Cinema: Hans Zimmer, Dido e A.R. Rahman

Melhor Trilha Sonora Original
Hans Zimmer
Rango

Rango permitiu a Hans Zimmer ser Ennio Morricone da animação. Não que a trilha de Rango tenha grandes pretensões, mas Zimmer buscou claramente suas referências musicais nas composições feitas por Morricone como se estivesse em um filme de Sergio Leone porém animado. Para quem dizia que Zimmer andava repetitivo (um pecado), a trilha de Rango é uma ótima resposta. Inventiva, adaptável aos sabores e à dinâmica do filme e cheia de referências em sua partitura, este é um dos trabalhos mais interessantes de Hans Zimmer, de um valor inestimável para o filme. A trilha de Rango se camufla na animação, não se sobrepõe, nem se põe à margem de sua história, anda no mesmo compasso da trama e dos personagens de Gore Verbinski.

Em anos anteriores: Hans Zimmer por A Origem (2010), Michael Giacchino por Up - Altas Aventuras (2009), Dario Marianelli por Desejo e Reparação (2008), Alexandre Desplat por A Rainha (2007) e Gustavo Santaolalla por O Segredo de Brokeback Mountain (2006).



Melhor Canção Original
"If I Rise" - Dido e A.R. Rahman
127 Horas

A surpreendente parceria entre Dido e o indiano A.R. Rahman, sugerida por Danny Boyle, diretor de 127 Horas, resultou em uma canção que fala sobre ascensão. "If I Rise" dialoga com a trajetória de Arol Ralston, personagem de James Franco. A canção não consegue existir por si só, ela e 127 Horas estão conectadas, atadas. Surge como uma espécie de coro sacro que leva o protagonista ao limite na luta pela sobrevivência. A mensagem positiva é universal e já foi explorada inúmeras vezes em outros filmes, que por sua vez também se utilizaram de alguma canção com propósito semelhante. No entanto, Dido e A.R. Rahman trouxeram e mesma e velha mensagem com uma nova roupagem, uma roupagem que se funde com o trabalho de Boyle e a interpretação de James Franco.

Em anos anteriores: "We belong together" de Randy Newman em Toy Story 3 (2010), "Down in New Orleans" de Randy Newman em A Princesa e o Sapo (2009) e "Down to Earth" de Peter Gabriel e Thomas Newman em Wall-E (2008).

Um comentário:

Vinícius Pereira disse...

Estou acompanhando sua premiação e gostei muito de suas escolhas até o momento - muitas diferentes das minhas, mas bem interessantes. Esse prêmio para a trilha de "Rango", por exemplo, foi uma surpresa, mas também gostei muito desse trabalho do Zimmer.