domingo, 17 de junho de 2012

Drops: Amor Impossível

Emily Blunt e Ewan McGregor: romance e pescaria no Yemen.
Amor Impossível é mais um filme comprometido pela visão açucarada que o cineasta Lasse Hallstrom tem sobre a vida. E o sueco exagera na dose. O filme traz como plot o relacionamento entre uma funcionária do departamento de Relações Exteriores da Inglaterra e um acadêmico cujo hobby é a pesca. A pedido de um xeique, ela pede ajuda a ele para iniciar a pesca de salmões no Yemen. Como o local não é nativo para o peixe, ele teria que ajudá-la a encontrar uma forma de promover a permanência e a reprodução da espécie lá. Na verdade o filme é um romance, que infelizmente não funciona. A trama dos salmões é bem mais interessante e os personagens de Ewan McGregor e Emily Blunt, por mais que os atores se esforcem, são unidimensionais. Blunt ainda é mais prejudicada que McGregor, a personalidade de sua heróina é simplificada pelo dilema que vive em relação ao sentimento que nutre pelo namorado e pelo parceiro de trabalho. Uma pena, porque o filme vai muito bem no primeiro ato, mas se contorce pela vontade de ser mais comercial e apela para as emoções artificiais. O casal acaba sendo ofuscado pela presença de Kristin Scott Thomas, que interpreta uma assessora de imprensa do Primeiro Ministro. Apesar das cores fortes, a personagem é deliciosa e a atriz deita e rola com a participação no filme.

P.S.: Pior que o filme, só mesmo o título que a distribuidora brasileira encontrou para ele no Brasil. De Salmon Fishing in the Yemen, o longa foi chamado aqui de Amor Impossível. A gente sabe que o título original não é dos mais fáceis de adaptar (um verdadeiro abacaxi), mas Amor Impossível é o cúmulo da falta de esforço da massa cinzenta ou a comprovação escrachada de que as distribuidoras realizam os tropeços que realizam para vender os filmes pelos títulos aos mais desavisados. 


Salmon Fishing in the Yemen, 2012. Dir.: Lasse Hallstrom. Roteiro: Simon Beaufoy. Elenco: Ewan McGregor, Emily Blunt, Kristin Scott Thomas, Amr Waked, Catherine Steadman, Tom Mison, Tom Beard, Jill Baker, Conleth Hill. 107 min. Paris Filmes.

Nenhum comentário: