sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Drops: Curvas da Vida


É fato, Curvas da Vida não é um grande feito cinematográfico, nem tem grandes coisas a acrescentar na carreira de todos os seus envolvidos. Temos Clint Eastwood reciclando o tipo durão que ajudou a construir em toda sua carreira, um pouquinho de romance entre os personagens de Amy Adams e Justin Timberlake, vilões cartunescos e um final muito previsível que faria inveja ao mais quadrado dos folhetins. No entanto, não deixa de ser um grande e agradável clichê hollywoodiano. O filme conta a história de um veterano olheiro de um grande time de beisebol que passa a ter sua carreira comprometida por um sério problema nos seus olhos. Ele passa a ter seu emprego comprometido e conta com a ajuda de sua filha, uma jovem advogada, com quem não consegue se entender.Sabe-se desde o primeiro instante que pai e filha irão se entender e que muitas lágrimas correrão pela fonte, tudo com muito bom humor (no caso de Eastwood, um mau humor sempre divertido). Apesar das soluções tolas do roteiro e da direção pouco inspirada de Robert Lorenz, em seu primeiro filme após anos na equipe dos longas que Eastwood dirigiu, há ótimos momentos não apenas para Clint Eastwood, mas também para Amy Adams, a cada trabalho mais interessante. 


Trouble with the Curve, 2012. Dir.: Robert Lorenz. Roteiro: Randy Brown. Elenco: Clint Eastwood, Amy Adams, Justin Timberlake, Johnn Goodman, Matthew Lillard, Robert Patrick, Scott Eastwood, Ed Lauter, Clifton Guterman, George Wyner, Bob Gunton. 111 min. Warner.

2 comentários:

Alan Raspante disse...

Foi o comentário mais animador que eu li sobre o filme. Ando meio assim, já que dei uma cansada da caricatura de Clint, já que ele se especializou neste tipo de personagem...

Stella Daudt disse...

Wanderley, um clichê hollywoodiano é fundamental, de quando em vez. Ainda mais com a presença da Amy Adams, do Clint e recebendo 4 sapinhos sorridentes! Já está na minha lista de espera.