domingo, 4 de novembro de 2012

Drops: Marcados para Morrer


A estética da filmagem "caseira" chega enfim aos policiais com Marcados para Morrer. No entanto, diferente do oportunismo de algumas fitas pós-A Bruxa de Blair, este longa de David Ayer, o mesmo de Os Reis da Rua, chega na leva dos reality shows, especialmente aqueles que servem para saciar o voyerismo em torno de operações policiais de risco. Muita violência, drogas e uma disputa entre negros americanos e imigrantes mexicanos pelo domínio do tráfico de drogas no subúrbio de Los Angeles. Com o intuito de fazer um registro de rotina policial, Brian Taylor, personagem de Jake Gyllenhaal, filma suas ações  ao lado de seu parceiro Mike Zavala, de Michael Peña. Mesmo nos momentos em que Taylor não está com a câmera em mãos, Ayer opta pelo "amadorismo" e o resultado, algumas vezes incômodo e desnecessário, funciona muito bem na maioria dos momentos, dando um tom mais intimista na relação do espectador com a situação vivida por aqueles personagens. Gyllenhaal e Peña funcionam muito bem nessa parceria. O filme ainda dialoga com diversos filmes, como Dia de Treinamento, roteirizado pelo próprio Ayer, e o já citado A Bruxa de Blair. Tudo, é claro, sem grandes pretensões, mas não perdendo de vista a urgência que a denúncia sobre violência urbana exige.


End of Watch, 2012. Dir.: David Ayer. Roteiro: David Ayer. Elenco: Jake Gyllenhaal, Michael Peña, Anna Kendrick, Natalie Martinez, America Ferrera, David Harbour, Frank Grillo, Cody Horn, Cle Shaheed Sloan, Jaime FitzSimons. 109 min. Califórnia Filmes. 

Nenhum comentário: