sábado, 18 de janeiro de 2014

Dying to see - 10 filmes para 2014

 
 
#1. Maps to the Stars
Dir.: David Cronenberg
Elenco: John Cusack, Julianne Moore, Robert Pattinson, Mia Wasikowska, Sarah Gadon, Olivia Williams, Carrie Fisher
 
Possível destaque do próximo Festival de Cannes, o novo longa de David Cronenberg (Marcas da Violência) promete ser uma mordaz crítica à sociedade midiática ao explorar a obsessão do público por celebridades. O filme conta a história da família Weiss a partir de Stafford, personagem de John Cusack, um terapeuta que ganhou fortunas com seus livros de auto-ajuda, casado com com uma agente de Hollywood, Christina (Olivia Williams), que administra a carreira do próprio filho, um jovem ator de TV. O mosaico de personagens ainda traz a filha do casal (Wasikowska), garota que acaba de sair de uma clínica psiquiátrica e se apaixona pelo motorista da família, vivido por Robert Pattinson, um jovem aspirante a ator; e Havana, interpretada por Julianne Moore, uma estrela de cinema que se submete ao tratamento de Stafford.
Razões para ver: Maps to the Stars traz ecos de Cidade dos Sonhos, de David Lynch, o que já é uma ótima referência. Além disso, trata-se de um filme de David Cronenberg, ou seja, muita violência e crítica social reunidas com um elenco que promete render muito. Sim, Robert Pattinson virou a obsessão do diretor desde Cosmópolis, mas diferente de alguns cinéfilos incrédulos, acredito que exista redenção para o ator. Pattinson parece seguir os passos de Brad Pitt, que, desacreditado no início da sua carreira, fez o que todo jovem ator que deseja de fato aperfeiçoar a sua arte deveria fazer: passou a trabalhar com os melhores diretores disponíveis. Ao menos Pattinson está tentando ao trabalhar com os melhores, como Cronenberg e Werner Herzog No entanto, Maps to the Stars não deve ser reduzido a Robert Pattinson e todos esperam desempenhos espetaculares de John Cusack, Olivia Williams, Mia Wasikowska e, principalmente, Julianne Moore (Oscar alert!!!). 
Data de estreia no Brasil: Indefinida.

 #2. How to Catch a Monster
Dir.: Ryan Gosling
Elenco: Christina Hendricks, Saoirse Ronan, Eva Mendes, Matt Smith

Ryan Gosling deu um tempo em sua carreira de ator para se dedicar às filmagens do seu primeiro longa metragem, a fantasia How to Catch a Monster. O filme terá como protagonista sua parceira de cena em Drive, Christina Hendricks, que viverá uma stripper cujo filho descobre uma passagem secreta para um universo paralelo, uma cidade aquática soturna e cheia de mistérios. O filme foi roteirizado pelo próprio Gosling que preferiu não dar maiores detalhes sobre a produção.
Razões para ver: Quando um jovem ator tão interessante por suas escolhas como Ryan Gosling se aventura assim no outro lado da câmera já é motivo o suficiente para aguardarmos um bom filme. A proposta de How to Catch a Monster, uma produção inicialmente independente, impressionou tanto os executivos de Hollywood, que, durante o Festival de Cannes no ano passado, a Warner anunciou uma parceria com o diretor estreante para a realização e distribuição do filme.
Data de estreia no Brasil: Indefinida

#3. Interstellar
Dir.: Christopher Nolan
Elenco: Matthew McConaughey, Jessica Chastain, Anne Hathaway, Michael Caine, Casey Affleck, Topher Grace, Ellen Burstyn, Wes Bentley.
 
Depois de encerrar suas funções na trilogia O Cavaleiro das Trevas, Christopher Nolan parte para realizar a carreira que sempre quis. Seu próximo projeto é Interstellar, ficção-científica que conta com um elenco formado por novos e antigos colaboradores do cineasta. A sinopse do longa, como todo bom filme de Nolan, é cercada de segredos. Sabe-se apenas que a produção trará um grupo de exploradores que fará uso de um novo mecanismo para realizar viagens no tempo. O primeiro teaser já foi lançado e com ele toda sorte de reações empolgadas foram exteriorizadas. Aguardamos ansiosos o que a mente de Nolan pode criar a partir de uma história que ele diz ter buscado inspiração em 2001 - Uma Odisseia no Espaço.
Razões para ver: Poucos cineastas na atualidade conseguem fazer tramas tão cerebrais quanto Nolan. O realizador perdeu seu diretor de fotografia, Wally Pfister estreará como diretor em 2014 com Transcendence, é verdade,  mas chamou Hoyte Van Hoytema para substituí-lo (Hoytema é colaborador constante de Tomas Alfredson, sendo responsável pela fotografia de Deixe ela entrar e O Espião que sabia demais). Além desses fatores, sua combinação de atores sempre é certeira e mal podemos esperar para ver o que Nolan reserva a Matthew McConaughey e Jessica Chastain, os newcomers da vez.
Data de estreia no Brasil: Segundo semestre
 
#4. Gone Girl
Dir.: David Fincher
Elenco: Ben Affleck, Rosamund Pike e Neil Patrick Harris.
 
Baseado no best-seller Garota Exemplar, de Gillian Flynn, Gone Girl é a próxima empreitada de David Fincher. Trata-se de um thriller com pitadas de romance que conta a história de um homem em busca de respostas para o desaparecimento de sua esposa, que não foi vista desde o aniversário de casamento dos dois. Aos poucos todos começam a descobrir o que se passava de fato na intimidade do casal e percebem que eles não formavam o par perfeito que todos imaginavam.
Razões para ver: A capa da última edição da Entertainment Weekly atiçou a curiosidade de cinéfilos de todo o mundo (imagem reproduzida acima). Parece trazer uma estranha combinação de aspectos conflitantes na carreira de Fincher: o diretor sempre foi exímio em thrillers e tramas mais frias, como Seven, Clube da Luta e A Rede Social, mas demonstra uma ligeira inabilidade quando cuida de histórias mais emocionais, é o caso de O Curioso Caso de Benjamin Button. Gone Girl parece exigir do diretor qualidades tanto de um lado quanto do outro, assim fica a curiosidade para o que essa combinação nos reserva. Sobre o elenco, apesar do óbvio destaque dado a Ben Affleck, os olhares serão voltados para Rosamund Pike, que tem enfim sua grande oportunidade e disputou de maneira ferrenha o papel principal com Keira Knightley e Carey Mulligan.
Data de estreia no Brasil: Segundo semestre
 
#5. Inherent Vice
Dir.: Paul Thomas Anderson
Elenco: Joaquin Phoenix, Reese Whiterspoon, Owen Wilson, Maya Rudolph, Benicio Del Toro, Josh Brolin.
 
Todos que acompanham o blog sabem que temos uma carteirinha do fã clube do cineasta Paul Thomas Anderson. Não importa o que ele faça, sempre valerá nossa atenção. Esse ano, Anderson voltará com a adaptação do romance de Thomas Pynchon, Inherent Vice, na tradução Vício Inerente. Trata-se de uma trama policial com elementos de humor negro (e vamos adorar essa combinação nas mãos de Anderson, não?) que se passa em Los Angeles, na década de 1970, e contará a história de um detetive viciado em drogas, interpretado por Joaquin Phoenix, que investiga o desaparecimento de sua namorada.
Razões para ver: Paul Thomas Anderson, Paul Thomas Anderson e Paul Thomas Anderson! Para não ser mais "bairrista", será a segunda parceria do realizador com Joaquin Phoenix, sendo que a última rendeu aquela interpretação avassaladora do ator em O Mestre. Dessa vez, o diretor parece ter voltado ao formato "filme de elenco" que o lançou ao panteão dos melhores cineastas da contemporaneidade com filmes como Magnólia e Boogie Nights, com muitos núcleos dramáticos formados, em sua maioria por atores conhecidos na comédia, como Reese Whiterspoon, Owen Wilson e Maya Rudolph, esposa do diretor. Além deles, Josh Brolin e Benicio Del Toro completam a trupe.
Data de estreia no Brasil: Indefinida
 
#6. Capitão América 2 - O Soldado Invernal
Dir.: Anthony e Joe Russo
Elenco: Chris Evans, Scarlett Johansson, Robert Redford, Emily VanCamp.
 
Não sou muito fã da Marvel. Em prol do seu projeto Os Vingadores, o estúdio transformou seus  filmes em fitas de ação uniformes e pouco ousadas em sua narrativa e estética. Contudo, Capitão América - O Primeiro Vingador é uma obra que se destaca dos demais por sua "personalidade" . O longa de Joe Johnston foi apresentado ao público como um autêntico exemplar de matinês da ingênua década de 1980 (ecos de Os Caçadores da Arca Perdida) e atingiu em cheio os nossos corações. O segundo longa, pós-Vingadores trará o herói para um contexto atual. Dessa vez, o personagem de Chris Evans enfrentará o Soldado Invernal, vilão que tem conexões com o passado do Capitão América mostrado no filme anterior.
Razões para ver: A principal razão para assistir essa continuação é o êxito da primeira fita. Além disso, Capitão América é um dos raros personagens a abraçarem as características universais do super-herói, como a ética e o senso de justiça, sem torná-lo um clichê ambulante de frases feitas. A grande questão desse novo longa é até que ponto essa ambiência do personagem em um contexto contemporâneo prejudicará a fita e a tornará mais um filme Marvel na mesma forminha usada em Homem de Ferro e Thor (tédio define). Há boatos, vindos de sessões-teste, de que o filme traz interessantes reflexões sobre a corrida armamentista norte-americana, tomare que se confirmem. Confira o trailer aqui.
Data de estreia no Brasil: 1º de maio.
 
#7. Godzilla
Dir.: Gareth Edwards
Elenco: Aaron Taylor-Johnson, Juliette Binoche, Bryan Cranston, Sally Hawkins, Elizabeth Olsen, Ken Watanabe, David Strathairn,
 
Alguém deve estar se perguntando: Sério? Godzilla? Sim, Godzilla. E tratem de esquecer aquela tragédia em forma de filme lançada em 1998 com Matthew Broderick! O filme de Gareth Edwards promete trazer o personagem de volta a suas origens, mas tratando-o como uma grande (literalmente) metáfora para o terrorismo.
Razões para ver: É o pai dos filmes sobre monstros. Dirigido por um promissor cineasta (Gareth Edwards fez um filme chamado Monstros em 2010), o longa deve conferir um tom mais sombrio e urgente que a fita de Roland Emmerich de 1998. A cada nova imagem, trailer e pôster divulgado, o longa faz justificar a grande quantidade de atores renomados que o diretor conseguiu para o seu elenco. Promete ser o blockbuster surpresa da temporada de férias, tendo o mesmo efeito que Planeta dos Macacos - A Origem em 2011. Confira o trailer aqui.
Data de estreia no Brasil: 16 de maio.
 
#8. Knight of Cups
Dir.: Terrence Malick
Elenco: Christian Bale, Natalie Portman, Cate Blanchett, Isabel Lucas, Jason Clarke, Antônio Banderas, Freida Pinto, Wes Bentley, Teresa Palmer, Imogene Poots.
 
Amor Pleno pode ter decepcionado muitos fãs do cinema de Terrence Malick, mas o diretor pode se recuperar em 2014 com um projeto bem promissor. O cineasta pretende lançar dois filmes que têm suas conexões ao abordarem os bastidores da indústria do entretenimento a partir de uma perspectiva amorosa. O primeiro desses longas é Knight of Cups, que tratará sobre o universo da música e tem Christian Bale, com quem o diretor já trabalhou em O Novo Mundo, e Natalie Portman como protagonistas (isso é, até o diretor não mudar de ideia na fase de montagem do projeto, né?). O segundo filme, já rodado, mas sem título ou data de estreia definida, terá Hollywood como principal cenário e "personagem", trazendo Ryan Gosling e Rooney Mara como destaques.
Razões para ver: Malick é um tipo de cineasta que agrada apenas o seu grupo de fãs ao manter-se fiel a sua assinatura. Então se você não gosta do cinema contemplativo do diretor, poderá não ficar tão fascinado assim com Knight of Cups, que deve seguir a mesma abordagem de longas anteriores da carreira do cineasta como Além da Linha Vermelha ou A Árvore da Vida. Se é fã de Malick como eu, Knight of Cups deve valer muito a pena.
Data de estreia no Brasil: Indefinida
 
#9. Guardiões da Galáxia
Dir.: James Gunn
Elenco: Chris Pratt, Zoe Saldana, Bradley Cooper (voz), Benicio DelToro, Glenn Close, John C.Reilly, Djimon Hounsou
 
Adaptação da pouco conhecida HQ da Marvel, Guardiões da Galáxia tem a pretensão de ser a franquia que fará a cabeça do público em 2014. O longa é ambientado em um planeta Terra do século XXXI e traz a história de Peter Quill, um piloto norte-americano (Chris Pratt) que rouba uma esfera e passa a ser perseguido por vários caçadores de recompensas. Para se desvencilhar da caçada, ele se junta a um grupo de criaturas incomuns, que logo descobrem junto com Quill que a esfera possui o poder de mudar os rumos do universo.
Razões para ver: Os leitores do blog podem estranhar a presença de mais um filme da Marvel na lista, mas, assim como Capitão América - O Primeiro Vingador em 2011, Guardiões da Galáxia força o estúdio a sair da sua zona de conforto e adentrar em um universo que os obriga a trazer uma nova abordagem cinematográfica. Trazer esse grupo de heróis completamente anacrônico e desconhecido do grande público (bem diferente do que eles fizeram até então), pode ser um risco, mas pode ser um risco que valha a pena correr e nos apresente a uma nova e mais interessante Marvel.
Data para a estreia no Brasil: 1º de agosto.

#10. Noé
Dir.: Darren Aronofsky
Elenco: Russell Crowe, Jennifer Connelly, Anthony Hopkins, Emma Watson, Logan Lerman

Assim como aconteceu com os musicais e o western, outro clássico gênero do cinema será revisitado para as novas gerações, o épico bíblico. Antes de conferirmos a versão da história de Maomé dirigida por Ridley Scott e com Christian Bale no papel principal, assistiremos a Noé, nova empreitada do diretor Darren Aronofsky, de Cisne Negro, cujo personagem título será vivido por Russell Crowe. O filme acompanhará a conhecida história da Arca de Noé, porém com um tratamento bem mais sombrio que o esperado (afinal é um filme de Darren Aronofsky).
Razões para ver: Apesar dos boatos de conflitos entre o realizador e o estúdio, Noé promete ser um filme autêntico e condizente com a carreira do sempre pertinente Darren Aronofsky. Crowe promete um grande desempenho já que sempre é eficiente em papéis que trazem uma grande demanda física. Além disso, está acompanhado por um elenco talentosíssimo, que inclui Jennifer Connelly e Anthony Hopkins como os principais destaques. Confira o trailer aqui.
Data para a estreia no Brasil: 21 de março.

Nenhum comentário: