quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Drops: Magic Mike XXL



Quando Magic Mike foi lançado em 2012 pelas mãos de Steven Soderbergh, uma série de elementos se sobrepuseram ao simples fato de que ele era um filme sobre um grupo de rapazes bonitos que tiravam a roupa: tínhamos a história real por trás do filme que envolvia o seu próprio protagonista e co-criador da trama, o ator Channing Tatum, um ex-stripper fora das telas (sua história se confunde com a do Mike do filme); Matthew McConaughey entregava uma das interpretações mais impactantes do filme na pele do stripper Dallas, talvez o personagem mais sombrio da história; e temas como a cultura narcísica e a misoginia rondavam o longa. Não que estes elementos fossem prejudiciais a Magic Mike (tá certo que a comédia com tons realistas nos fizeram questionar se aquele universo não era mais pesado e sombrio do que o filme realmente nos passava), mas convenhamos que todos estes caminhos eram subterfúgios para o que, no fundo, era simplesmente uma comédia sobre um grupo de strippers. Magic Mike XXL escancara o que de fato o produto é, constituindo-se como um road movie que traz o seu protagonista, o Magic Mike do título (Tatum), retornando ao ramo do striptease após anos afastado dos palcos. A motivação é uma convenção de strippers encarada por Mike e seus amigos como uma derradeira apresentação do grupo. O longa, que não é dirigido por Soderbergh e sim por um de seus assistentes, Gregory Jacobs, não tem muita liga entre os diversos acontecimentos que o preenchem, toda a jornada dos rapazes tem um objetivo um tanto quanto capenga, mas isso parece importar de menos e é levemente camuflado pelo próprio filme. Jacobs assume a veia cômica da franquia nessa continuação e ainda abre espaço para um olhar sobre as mulheres que cobiçam o grupo de strippers ao longo do filme, em especial a excelente Andie MacDowell na pele de uma ricaça que laça o personagem de Joe Manganiello. Assim Magic Mike XXL extrai aquele tom de "algo mais que entretenimento" que o primeiro filme tinha e desagradou a muitos e veste a camisa da pura diversão na estrada. 

2 comentários:

Camila Vázquez disse...

Sem dúvida um dos melhores filmes de 2015 foi Magic Mike XXL. E perdemos ver esses amigos juntos, estou feliz filme quelatos tem sido tão bom, eu duvido que haverá um terceiro, mas se assim for, seria uma grande notícia.

Wanderley Teixeira disse...

Olá, Camila. Sim, o Magic Mike XXL é um filme bem bacana mesmo, ele tem um humor ao tratar da erotização masculina e é algo difícil de se ver no cinema. De fato, não haverá um terceiro conforme declarações do próprio elenco, o próprio Channing já falou sobre isso. Contudo, a gente nunca pode considerar nenhuma palavra como definitiva. Quantas vezes já vimos esse mesmo cenário? Diretores e atores dando como findo o seu retorno a uma franquia e anos mais tarde um novo título é anunciado. Nunca se sabe. ;)