sábado, 26 de dezembro de 2015

Drops: Já Sinto Saudades



Já Sinto Saudades é o tipo de filme que você consegue enxergar os defeitos de ponta a ponta, mas não deixa de dar um desconto por trazer uma história repleta de momentos emocionantes. O filme de Catherine Hardwicke tem como muleta a trama de um laço de amizade muito forte e uma personagem que possui um câncer em estágio avançado e a diretora não deixa de exibir determinada falta de traquejo com a câmera ao optar por uma condução repleta de decisões visuais aleatórias - como as imagens trêmulas, os cortes abruptos-, mas seria muita prepotência achar que uma boa experiência no cinema se restringe a um uso normatizado e cultuado da linguagem cinematográfica. Narrando a história de duas amigas de infância que se vêem em momentos diametralmente opostos de suas vidas (uma está prestes a se tornar mãe pela primeira vez e a outra descobre um câncer de mama), Já Sinto Saudades conta uma daquelas histórias universais, e que por isso mesmo pega o nosso coração de jeito, sobre a amizade. Nesse aspecto, o filme de Hardwicke é certeiro e ainda conta com duas atrizes do calibre de Drew Barrymore e Toni Collette que constroem uma relação sincera entre as amigas Jess e Milly, o que ajuda ainda mais o espectador a se envolver com o drama das suas personagens. Cinematográfica e narrativamente Já Sinto Saudades não é um dos longas mais impecáveis do ano, mas tem vezes que a gente deve dar um desconto quando uma história tem tanta força e tanta alma quanto aquela conduzida pelos desempenhos sinceros e apaixonados de Barrymore e Collette. Aviso: preparem os lenços. 

Nenhum comentário: