sexta-feira, 27 de maio de 2016

(Drops) Vizinhos 2



Quando Vizinhos foi lançado em 2014, não fui um dos maiores entusiastas da comédia, mas, sem dúvida, o ponto alto do filme era a maneira como o diretor Nicholas Stoller administrava um assunto pouco visto em títulos do gênero, ou pelo menos não visto com tamanha eficiência em seu tratamento: os dilemas de um estrato social que alguns chamam de "jovens adultos". Esse tema surgia em Vizinhos quando Stoller abordava os conflitos dos jovens pais interpretados por Seth Rogen e Rose Byrne, que, diante do tumulto causado por uma república liderada pelo personagem de Zac Efron, viviam o tempo todo entre o chamado da responsabilidade da vida adulta e o desejo de experimentar um pouco mais os prazeres da irresponsabilidade juvenil. Seria uma espécie de crise dos vinte e poucos anos pela qual passam jovens que não são maduros o suficiente para aguentar os "trancos" da vida, mas também não são mais tão novos assim para viver arroubos juvenis sem sofrer as suas consequências.

Vizinhos 2 não só resgata a excelente perspectiva que o seu antecessor tinha sobre esse assunto como surpreende o público com um novo e extremamente atual elemento complicador, as questões de gênero e como ela se reflete na educação dos filhos. Tudo isso é embutido no filme graças a chegada de uma república de garotas que, assim como os rapazes do primeiro longa, infernizam a vida do casal protagonista. Stoller e os roteiristas de Vizinhos 2 são extremamente cuidadosos no tratamento da questão, fazendo com que o filme assuma um discurso girl power sem parecer panfletário, ou seja, tudo isso é abordado de maneira fluida, mas, ao mesmo tempo, contundente, madura e eficiente nos seus resultados. E o filme tem muito a nos falar sobre o tópico, sobretudo em um momento como o atual no qual se discute tanto a cultura do estupro e essa minimização da importância do feminismo levantada por alguns grupos sociais. É uma pena, contudo, que, assim como ocorria com o primeiro título, Vizinhos 2 ainda seja um material norte-americano demais para o público brasileiro. O filme faz algumas piadas e referências típicas da cultura americana trazendo como risco a possibilidade de que nem todos achem o longa tão divertido ou interessante assim. Uma pena pois Vizinhos 2 acerta tanto quando deseja ser um entretenimento descompromissado quanto quando tenta subverter o seu próprio gênero, misógino por tradição.


Neighbors 2 - Sorority Rising, 2016. Dir.: Nicholas Stoller. Roteiro: Nicholas Stoller, Seth Rogen, Andrew Jay Cohen, Brendan O'Brien e Evan Goldberg. Elenco: Seth Rogen, Zac Efron, Rose Byrne, Chlöe Grace Moretz, Kiersey Clemons, Beanie Feldstein, Ike Barinholtz, Elise Vargas, Zoey Vargas, Dave Franco. Universal, 92 min.

Assista ao trailer:


Nenhum comentário: