domingo, 19 de junho de 2016

(Drops) Abril e o Mundo Extraordinário



Baseado em uma HQ de Jacques Tardi, o mesmo responsável pelo material que deu origem ao filme As Múmias do Faraó, a animação Abril e o Mundo Extraordinário é ambientada em uma hipotética França de 1941 assolada por um atraso tecnológico decorrente das ações do governo contra cientistas, que pouco a pouco foram desaparecendo do mapa. Obstinada a procurar os pais, que têm o mesmo destino dos seus colegas pesquisadores, a jovem Abril não sabe, mas guarda uma poderosa informação que pode mudar o curso da humanidade. Junto com o gato Darwin e o novo amigo Julius, a garota deve reencontrar o avô, driblar a guarda do "império" e colocar as coisas de volta ao eixo.

A animação de Christian Desmares e Franck Ekinci é marcada por um cuidado e muita personalidade no traço do seu universo e dos seus personagens, o que tem sempre um efeito interessante em tempos de banalização da técnica do 3D nesse nicho de produção. A animação em 2D consegue construir com muita delicadeza seus cenários retrô futuristas, recriando Paris em  detalhes criativos que no saldo fazem toda a diferença quando a gente vai avaliar nossa experiência espectatorial após a sessão. Como narrativa, o longa funciona para todas as gerações, ainda que em momentos específicos pareça dialogar com os pequenos apenas ou com o público adulto em específico. De uma maneira geral, no entanto, os realizadores conseguem encontrar um equilíbrio interessante no diálogo com os diversos espectadores que o filme acaba atraindo e lida, pontualmente, muito bem com temáticas interessantes e sempre pertinentes nesse tipo de material, a "distopia": a importância dos avanços científicos na sociedade, mas também a urgência da imposição de limites aos mesmos.

Avril et le monde truque, 2015. Dir.: Christian Desmares e Franck Ekinci. Roteiro: Frank Ekinci e Benjamin Legrand. Vozes de: Marion Cotillard, Marc-André Grondin, Phillipe Katerine, Jean Rochefort, Olivier Gourmet, Bouli Lanners, Anne Coesens. Bonfilm, 105 min.

Leia outros textos sobre filmes em cartaz no Festival Varilux:

Assista ao trailer:

Nenhum comentário: